DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?

Essa é uma das decisões que precisam ser tomadas com bastante atenção, afinal, um evento que visa agitar os convidados não pode faltar uma boa música, seja através de um DJ ou uma Banda. Nesse post iremos analisar os perfis de cada um, de forma a esclarecer algumas dúvidas e ajudar na sua escolha.

As perguntas básicas que devem ser avaliadas inicialmente são: Qual o tipo de evento, o tipo de público recebido, o perfil do “dono(s)” da festa, o orçamento, o local, o espaço e a duração do evento. Cada tipo de evento tem uma particularidade que vai determinar a melhor escolha, embora as duas opções sejam bem recebidas em ambos. Vamos inicialmente falar sobre:

DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?

  • Tipo de Evento:

A pergunta inicial é: Qual é o evento? Um aniversário, um casamento, uma festa de empresa, uma balada, um evento educacional? Cada tipo de evento tem uma particularidade que vai determinar na escolha entre Dj e Banda.

Outra pergunta é: Quais são os objetivos da festa? Se o desejo do evento é que as pessoas se divirtam e dancem, a música será o único meio para isso. Se o objetivo for somente entretenimento, você tem a opção de contratar mágicos, comediantes, grupos artísticos, por exemplo.

Imagine um evento empresarial que tem como objetivo a apresentação dos resultados anuais. Nesse caso não há justificativa para a música. Agora imaginando um mesmo evento empresarial só que com a finalidade de confraternização de final de ano. É claro que o objetivo é comemorar, se divertir e dançar, portanto é obrigatório que se tenha música nessa festa.

Primeiro passo para resolver sobre a escolha é justamente entender qual o tipo de evento e o seu objetivo. Definido isso, vamos agora analisar o perfil das pessoas envolvidas.

 

  • Tipo de Público e Perfil do dono festa:

Entende-se pelo dono: um aniversariante, um casal, um grupo de amigos, uma empresa ou qualquer outra pessoa que está organizando esse evento. A idade muitas vezes determina uma preferência do gosto musical. Um jovem tende a gostar de uma música mais agitada, enquanto pessoas com mais idade preferem músicas mais calma ou que remetem à época que eram mais jovens.

Ainda sobre a idade, vale avaliar também o perfil dos convidados, afinal o objetivo é agradar o maior número possível de pessoas. Imagine que eu goste de um determinado ritmo e 90% dos convidados não. Certamente eles não se motivarão a interagir na pista de dança e sua festa não será agitada. Portanto pense em um meio termo e conheça o que a maioria gosta.

Entendido o perfil do organizador e do convidado, vamos agora pensar sobre a escolha do Dj e da Banda para esses dois itens.

A grande maioria dos Dj’s atuais é jovem, o que reflete diretamente na playlist que costumam tocar em eventos. Pesquise os Djs locais e peça para conhecer os trabalhos já realizados. Veja vídeos deles e escute algumas seleções para ver se é isso que está esperando. Converse e veja a possibilidade de mudança de repertório personalizado para o seu perfil e dos convidados. Faça o mesmo com os grupos musicais, além de ver os vídeos e o repertório, veja o quão adaptável eles são.

  • Orçamento:

Esse é um fator que muitas vezes acaba sendo decisório na escolha, isso porque os valores tendem a ser diferentes entre Dj e Banda. Um DJ, que consegue se apresentar sozinho, tem um custo relativamente mais baixo do que uma Banda, que contém um grupo maior de pessoas envolvidas. Os valores dependem muito da quantidade de pessoa que irão trabalhar, assim como os equipamentos contratados e da reputação de cada um.

Um Dj conhecido pode sair muito mais caro, dependendo da sua fama na região ou mesmo pelos tipos de equipamentos que são oferecidos. Levante as duas opções, faça uma pré-seleção de Djs e Bandas que se encaixaram no seu objetivo e por fim coloque numa balança, avaliando todas as variáveis de cada escolha.

Agora se você tem um orçamento confortável, a contratação dos dois é uma excelente alternativa, assim em questão de variedade, o seu evento não irá faltar.

  • Local, Espaço e Duração:

Os três pontos precisam ser avaliados antes da escolha entre Dj e Banda, pois podem acabar eliminando uma ou as duas alternativas. Conheça o local onde será realizado o evento. Veja se há infraestrutura ou permissão para receber uma dessas opções. Alguns locais podem não ser viáveis ou por não ter uma rede elétrica adequada, um palco, ou mesmo por ser próximo a hospitais, que precisa ser respeitado em relação a barulho.

Ainda sobre espaço, lembre-se que uma banda que, geralmente, contém quatro integrantes, é necessário que se tenha espaço suficiente de palco para a performance. Já um Dj não precisa de um espaço muito grande, comparado ao da banda. Salões com espaços maiores são mais recomendados para bandas, enquanto os menores para os Djs.

Um casamento tem em média de 4 a 6 horas de duração. Uma banda ao vivo tem a necessidade de alguns intervalos durante apresentação. Nesse caso, certifique que uma música continuará tocando, ao menos para manter a energia do ambiente e evitar que o ruído de conversas no salão se sobressaia. Um Dj consegue tocar ou deixar tocando a seleção, sem que haja necessidade de pausas. Em ambos os casos você deve definir a duração que você deseja que eles toquem. Tenha isso em contrato para evitar mal entendido.

 [polldaddy poll=8002706]

Considerações Finais:

Veja algumas outras considerações importantes para que tudo saia como combinado:

  1. Deixe um roteiro do evento para que eles possam programar as músicas nos horários pertinentes
  2. Estabeleça alguns limites da fala no microfone. Alguns podem ser inconvenientes e afastar o público.
  3. Se for de sua vontade, peça que seja receptivo as sugestões de músicas dos convidados.
  4. Combine de ir ao local com para estudarem os equipamentos de som e luz que melhor irão atender
  5. Falhas nos equipamentos acontecem. Veja se ele tem reposição de equipamentos em caso de emergência. Defina isso em contrato.
  6. Combine horários de início e fim, de forma com que a música não pare no meio do evento.
  7. Confira a qualidade de som e altura do som. Nada pior do que música muito alta e de baixa qualidade.
  8. Certifique-se sobre pagamento ECADE (entidade responsável por calcular os valores que devem ser pagos pelos usuários de música de acordo com os critérios do Regulamento de Arrecadação desenvolvido pelos próprios titulares, através de suas associações musicais
  9. Pegue indicação de amigos. Nada melhor do que conferir o trabalho com a opinião das pessoas que já conhecem
  10. Tenha tudo formalizado em contrato.

É isso aí pessoal. Torcemos que seu evento seja inesquecível e que todos seus convidados se acabem de tanto dançar.

Até a próxima.

DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?

DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?

DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?

DJ ou Banda? O que escolher para o seu evento?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *